segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Ciclo TERROR, TERRIR E GORE: a dupla Toninho e Baiestorf mais photo.bi.texto da gênese

Material gráfico: "VISÕES DO TERROR" (Jundiaí, 2010)
1.
Ano passado, a LesoVídeoFilmes, em parceria com o Ateliê Casarão e a Cia. Casulo de Teatro, realizou a mostra coletiva "Visões do Terror": vídeos, tvs, pocketpeças, quadrinhos e desenhos. Alguns filmes exibidos na época fazem parte da programação do Ciclo TERROR, TERRIR E GORE, que invade Zumbiahy, num tempo e terreno profícuos, de muito cinema e organização entre os coletivos da cidade. As duas primeiras exibições do TTG - "Esta Noite Encarnarei no Seu Cadáver" (José Mojica Mrins, 1967) e "O Escorpião Escarlate" (Ivan Cardoso, 1990) -, foram muito discutidas nas sessões da FATEC.

2.
"CAÇADOR DE ALMAS II", de Toninho do Diabo - que acaba seu novo "A Fazenda do Diabo" (2011) -, é um filme estranho, centrado positivamente na dissolução de um possível "padrão de qualidade" e de seus clichês, obtendo - obtuso - um clima ao mesmo tempo engraçado e incômodo, acentuado pelos não-atores, pela pantomima e pela reação ao sobrenatural: antilinguagem.

O performer e diretor Toninho do Diabo
3.
"BLERGHHHH!!!", de Petter Baiestorf tem aquilo que o diretor mais gosta: sangueira e mulher pelada, ferramentas pruma crítica bruta. Filmado em VHS, o deboche e o exagero impressos aqui são seminais para duas produções mais radicais, ambas de 1998: "Gore Gore Gays" e "Sacanagems Bestiais dos Arcanjos Fálicos", filmes absolutamente malditos e "incompreendidos até pelos tarados", como ele próprio os definiu.

Petter Baiestorf em cena de "Blerghhhh!"
Então: dia 18 de outubro - 20h - terça-feira - Cineclube Cinergia - Ateliê Casarão

“BLERGHHH!!!!!” - (1996 - Petter Baiestorf)
O filho de um empresário e sua guarda-costas são sequestrados por um grupo de terroristas. Com o dinheiro do resgate eles esperam comprar mais armas e financiar assim a revolução. Um dos terroristas, um médico torturador, resolve usar a guarda-costas para realizar as suas taras sexuais e rodar um snuff-movie. Os problemas para o grupo começam quando o empresário se nega a pagar pela vida do filho, alegando que ele é um maldito viciado em drogas e não vale nada. Eliminar o refém pode não ser uma solução tão simples, ainda mais quando ele se nega a morrer.
“CAÇADOR DE ALMAS II” (2000 - Toninho do Diabo)
Segundo o próprio Toninho: "uma crítica social à corrupção no Brasil".


4.
PHOTO.BI.TEXTO: memórias de Visões do Terror (Ateliê Casarão, 2010 - LesoVídeo mais Cia. Casulo de Teatro)





Nenhum comentário:

Postar um comentário

acompanhem a lesovídeo

Postagens populares

Seguidores

Total de visualizações de página